Destaques

22/11/2017 - Morcegos bebês aprendem linguagem de seus pares

Os morcegos bebês aprendem a linguagem de seus colegas em sua colônia, e adotam o dialeto ou sotaque do grupo, em vez do de sua mãe. A diferença pode ser comparada à que existe entre falar com um sotaque de Londres ou com um sotaque escocês, afirmou o estudo publicado na revista científica PLOS Biology.

16/11/2017 - Moscas de banana ajudam cientistas a criar algoritmos de busca melhores

Aquelas mosquinhas que ficam voando em volta de bananas maduras podem ser irritantes, mas em alguns aspectos o cérebro delas funciona melhor do que o Google. Foi isso que concluíram alguns pesquisadores da Universidade da Califórnia e o Instituto Salk de Estudos Biológicos em um estudo publicado no periódico Science.

08/11/2017 - Cientistas descobrem formiga pré-histórica com mandíbulas de metal

Cientistas do Instituto de Tecnologia de Nova Jersey encontraram uma espécie de formiga vampira que viveu há 98 milhões de anos. Através de um inseto aprisionado em um tipo de âmbar, os pesquisadores descobriram que a espécie pré-histórica tinha curioso componente metálico em suas mandíbulas e o usava para sugar sangue das presas.

01/11/2017 - Insetos zumbi: louva-a-deus se alimentam de cérebros de beija-flor

Pela sequência alimentar lógica, os insetos se alimentam de plantas ou de algum outro inseto e, então, os pássaros os caçam. Mas, assim como existem plantas carnívoras como a Dioneia, os louva-a-deus predam beija-flores e outras aves de porte pequeno e médio mais do que as pessoas pensam.

25/10/2017 - Armagedom: Sumiço de insetos terá impacto em nossa sobrevivência

Parte integrante da vida na Terra, os insetos estão desaparecendo em uma velocidade dramática, indica uma pesquisa alemã. Os estudos, iniciados em 1989 e concluídos apenas recentemente, chocaram os cientistas, que falam em um Armagedom ecológico.

18/10/2017 - Cientistas encontram inseto supostamente extinto há 30 anos

Por cerca de seis décadas, pensou-se que as lagostas-de-árvore (Dryococelus australis) estavam extintas, mas uma nova pesquisa sugere que o misterioso inseto da Ilha Lord Howe, no Mar da Tasmânia, a cerca de 600 km da costa da Austrália, ainda está por perto e pode retornar ao seu habitat natural em breve.

11/10/2017 - A capacidade das abelhas de compreender o conceito do zero

Elas são produtoras de mel, cumprem um serviço ecológico essencial polinizando a maioria das plantas que nos servem de alimento e, como se não fosse o bastante, são capazes de entender o conceito do zero.

04/10/2017 - Uma nova espécie absurdamente grande de rato foi descoberta

Uma nova espécie da roedor, quatro vezes maior que o comum, foi descoberta nas Ilhas Salomão, no Oceano Pacífico. O animal, que chega a atingir quase meio metro de comprimento, vive entre as árvores e se alimenta de castanhas que abre com seus dentes.

27/09/2017 - O que acontece quando uma mosca pousa sobre sua comida?

Ela é a grande inimiga dos comedores de sopa, ainda que, na verdade, não seja tão seletiva para pousar em um só tipo de comida. Estamos falando – obviamente – das moscas, que não são agradáveis em nenhum contexto sequer, e que são verdadeiramente repugnantes quando estão por perto e, ainda pior, na sua comida!

20/09/2017 - Por que morcegos não conseguem desviar de superfícies lisas?

Alguma vez você já bateu em uma porta de vidro? Os morcegos fazem isso muitas vezes, e não porque estão distraídos: os mamíferos voadores não conseguem reconhecer superfícies verticais lisas como obstáculos.

13/09/2017 - Novas espécies de tarântulas gigantes descobertas

Um estudo liderado pela pesquisadora Caroline Sayuri Fukushima, do Instituto Butantã, famoso centro de pesquisa biológica, em São Paulo, descobriu três novas espécies de tarântulas. A surpresa maior fica por conta das três aranhas, do gênero Aviculária, serem tarântulas gigantes comedoras de pássaros.

06/09/2017 - Por que as abelhas podem ser o segredo para a superinteligência humana?

Uma ferramenta inspirada em enxames de insetos está ajudando as pessoas a prever o futuro, tornando grupos mais inteligentes do que seus membros são individualmente. Quem acredita ter descoberto uma forma de aumentar a inteligência de todos nós é Louis Rosenberg. E o segredo é simples: abelhas.


[ anterior ]   1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 |   [ próximo ]