Destaques

03/07/2019 - Um verdadeiro apocalipse pode estar a caminho para os insetos.



Um verdadeiro apocalipse pode estar a caminho para os insetos: segundo um estudo liderado por um grupo de pesquisadores de diferentes nacionalidades conhecido como Amateur Entomology Society of Krefeld, uma extinção em massa desses animais está próxima. E, de acordo com a equipe, o evento deverá ser maior do que aquele que dizimou os dinossauros.


O grupo começou a coletar insetos na década de 1980. De lá para cá, recolheram mais de 80 milhões de exemplares de diferentes espécies. Mas, ao longo dessas quatro décadas, o número de insetos coletados vem diminuindo cada vez mais.


É o que aponta também outros estudos científicos. Em um estudo publicado em 2017 no jornal científico PLOS One, pesquisadores holandeses registraram uma queda de 76% no número de insetos voadores, entre 1989 e 2016. Durante esses 27 anos, eles monitoraram 63 reservas naturais na Alemanha.


E o futuro tampouco é animador. Uma revisão publicada em abril de 2019 no periódico Biological Conservation estima que 40% dos insetos do mundo todo estão ameaçados de extinção.


Cientistas atribuem o cenário à agricultura industrial e às mudanças climáticas, que alteram os ecossistemas de maneira mais rápida do que o tempo de adaptação dessas espécies. "Nosso maior medo é que se alcance um ponto sem retorno, que nos levará a uma perda permanente de diversidade. A causa para isso tem relação com as atividades humanas, não há dúvida nisso", afirmou o cientista alemão Hans de Kroon à AFP.