Destaques


08/11/2017 - Cientistas descobrem formiga pré-histórica com mandíbulas de metal




Cientistas do Instituto de Tecnologia de Nova Jersey encontraram uma espécie de formiga vampira que viveu há 98 milhões de anos. Através de um inseto aprisionado em um tipo de âmbar, os pesquisadores descobriram que a espécie pré-histórica tinha curioso componente metálico em suas mandíbulas e o usava para sugar sangue das presas.


O Linguamyrmex vladi pertence a um grupo extinto que vivia no período Cretáceo. A espécie exibia foices gigantes como lâminas apontadas para cima, característica que você não encontrará em nenhuma formiga vivendo hoje.


Segundo os pesquisadores, as formigas que conhecemos hoje não são descendentes dessa espécie recém descoberta. O Linguamyrmex vladi  pertence a um grupo-tronco que foi extinto antes que o antepassado comum de todas as formigas modernas aparecesse na cena para começar sua linhagem.


Os cientistas também descobriram um canal em forma de tubo entre as mandíbulas e acham que as formigas provavelmente sugavam seus alimentos em vez de mastigar.




Fonte: UOL

Foto: Divulgação



Compartilhe no    Compartilhe este destaque no Whatsapp Compartilhe este destaque no Twitter Compartilhe este destaque no Facebook