Destaques

07/08/2002 - Escorpiões e Aranhas em Residências



Um dos grandes temores dos pais é que seus filhos sejam picados por cobras, aranhas e escorpiões, principalmente hoje que boa parte da população brasileira vive em condomínios afastados dos centros urbanos, com maior contato com a natureza.


Entretanto, aranhas e escorpiões não são privilégio de quem mora fora da cidade. Focos de escorpiões e aranhas são freqüentemente observados em residências nas cidades, preferencialmente nos locais onde há acúmulo de material de construção (tijolos, telhas, madeira) e lixo.


Os cuidados com a coleta sistemática do lixo e a limpeza de quintais e terrenos baldios são excelentes formas de diminuir a presença dos escorpiões, pois estes se escondem durante o dia sob material acumulado.


Criar galinhas em residências e áreas verdes de condomínios tem sido cada vez mais comum. Apesar dos escorpiões terem hábitos noturnos (saírem para se alimentar durante a noite) e as galinhas hábito diurno, estas aves ciscam e removem os escorpiões escondidos, alimentando-se deles.


Mas, o mais importante é a conscientização que o problema com escorpiões (escorpionismo) é responsabilidade de todos nós. A retirada de entulhos e a limpeza de terrenos baldios deve ser constantemente verificada e a presença de escorpiões deve ser comunicada ao Centro de Controle de Zoonoses da região.