Destaques

11/01/2006 - Aranhas que caçam presas com sangue



Não deveria haver aranhas nas casas do Quênia e de Uganda construídas às margens do Lago Vitória. São muito escuras, e as aranhas saltadoras precisam de muita luz para ver. Mas então por que estavam lá? Ximena Nelson, da Universidade Macquarie, da Austrália, imaginou que deveria haver algum tipo de presa de interesse.


Ela e sua equipe então foram à caça e descobriram: são os mosquitos que estão por toda a região, incluindo o Anopheles gambiae, transmissor da malária. Mas a aranha Evarcha culicivora não quer um mosquito qualquer. Ximena verificou que as aranhas se aproximavam de mosquitos fêmeas que haviam se alimentado de sangue havia pouco tempo, mas não se interessavam tanto pelas fêmeas que se nutriram de açúcar ou de machos que não estavam cheios de sangue.


As aranhas escolhem as presas pelo odor e pelo tamanho, mas a busca de sangue superou essa preferência. Não se sabe por que se adaptaram para se alimentar de sangue, mas este é o primeiro caso em que um animal escolhe a presa com base no que ela tenha comido. A única outra possibilidade, lembra Ximena, seriam as pessoas, já que alimentamos o gado de modo que o gosto seja o melhor possível.




Fonte: Revista FAPESP - 15/12/2005

Foto: R. R. Jackson