Destaques


20/02/2008 - Por que as formigas não caem quando sobem as paredes?




As formigas, em sua maioria, apresentam nas patas uma estrutura mole, geralmente formada só por pêlos, que possibilita a aderência a superfícies verticais por meio de um mecanismo de sucção a vácuo. Essa estrutura, denominada ariolium, tem formato semelhante ao de uma pata de gato e possibilita ao inseto aderir a qualquer plano. As superfícies molhadas, inclusive, são mais rapidamente ‘escaladas’ pelas formigas do que as secas, contrariando o senso comum que muitas vezes pensa que se poderia detê-las com água.


Existem espécies de formigas que não têm ariolium em suas patas e, portanto, só conseguem andar no chão. No Brasil, porém, praticamente todas as espécies urbanas, cuja origem é africana, possuem essa estrutura, do mesmo modo que outros insetos, como moscas, besouros e alguns gafanhotos que também se apóiam nas paredes. A principal explicação para a ocorrência dessa estrutura encontra-se no processo evolutivo e adaptativo. O ariolium facilita significativamente a sobrevivência das formigas nas cidades e ajuda-as a subirem nas plantas.




Fonte: Revista Ciência Hoje - Dezembro/2007



Compartilhe no    Compartilhe este destaque no Whatsapp Compartilhe este destaque no Twitter Compartilhe este destaque no Facebook