Destaques


25/01/2017 - Formigas podem carregar mais doenças do que baratas




Um estudo publicado na revista de Saúde e Biologia (SaBios) aponta que as formigas podem carregar uma grande variedade de bactérias em suas patas.


Insetos encontrados em ambientes hospitalares foram analisados. Os pesquisadores encontraram sete tipos diferentes de patógenos. Em 2010, um estudo publicado na Neotropical Entomology afirmava ser possível uma ligação entre as formigas e os incômodos mais recorrentes nos hospitais, como rejeição, irritações e lesões na pele.


Estima-se que as formigas habitem o planeta há mais de 100 milhões de anos, sendo que o homem estaria na Terra há cerca de 195 mil anos. É possível que existam dez quatrilhões de formigas no globo terrestre, divididas em aproximadamente 12.585 espécies, representando de 15% a 20% da biomassa animal terrestre.


As formigas apresentam um risco semelhante, ou mesmo maior, do que as baratas. As formigas também habitam lugares sujos como fezes, feridas, animais em decomposição e lixo. Desta forma, comer um alimento após uma formiga passar por ele pode ser perigoso. Estes insetos são capazes de transmitir doenças infecciosas e causar gripe, tuberculose, verminoses, intoxicações alimentares, vômito, diarreia e até lepra, cita o site Jornal Ciência.


De acordo com o site, quando uma barata morre, a eliminação de todos os resquícios do corpo é feita pelas formigas. Para evitar os riscos do contato das formigas com os alimentos, deve-se proteger os mesmos, remover migalhas e utilizar sabão e detergente nos locais em que as formigas tenham passado. Se o problema persistir, o ideal é contratar uma equipe de dedetização.




Fonte: GCN

Foto: Ants Kalytta



Compartilhe no    Compartilhe este destaque no Whatsapp Compartilhe este destaque no Twitter Compartilhe este destaque no Facebook