Pragas Urbanas

Mosca Berneira

  • Introdução
  • Biologia
  • Controle

As moscas pertencem à Ordem Diptera e possuem apenas um par de asas membranosas correspondente às asas anteriores, daí o nome da ordem (di = duas, ptera = asas). O par posterior transformou-se em duas estruturas, de tamanho reduzido, chamadas de halteres ou balancins, os quais dão equilíbrio ao inseto durante o vôo. Os dípteros pertencem a um dos quatro maiores grupos de organismos vivos existindo mais moscas do que vertebrados. Não ocorrem somente nas regiões ártica e antártica. Os dípteros apresentam metamorfose completa, isto é, apresentam as fases de ovo, larva, pupa e adulto.


Conhece-se aproximadamente 120.000 espécies de dípteros e estima-se que existam mais 1 milhão de espécies viventes. Estas espécies estão divididas em 188 famílias e aproximadamente 10.000 gêneros, sendo que por volta de 3.125 espécies são conhecidos apenas por registros fósseis. O mais antigo destes data de 225 milhões de anos atrás.


Podemos reconhecer as moscas pela cabeça, nitidamente distinta e móvel, com dois grandes olhos facetados, isto é, como se fosse dividido em várias partes (facetas). Algumas moscas possuem o aparelho bucal com capacidade para absorver líquidos enquanto que em outras o aparelho bucal é do tipo picador.


Do ponto de vista benéfico alguns dípteros são importantes para o homem, tais como as espécies de Drosophila que são utilizadas como animais experimentais principalmente para estudos genéticos. Algumas espécies são utilizadas como agentes de controle biológico de plantas daninhas bem como de insetos pragas.


Algumas moscas são hematófagas, isto é, alimentam-se de sangue, como por exemplo, as mutucas, mosca-dos-estábulos, mosca-do-chifre, etc. Entretanto, algumas moscas, mesmo não sendo hematófagas, são muito importantes na sáude pública, como a mosca doméstica e a mosca varejeira. As primeiras atuam como transportadores mecânicos de agentes patogênicos (vírus, protozoários, bactérias, rickétsias e ovos de helmintos), as últimas causam as míiases, também conhecidas por bicheiras ou berne.


Moscas são muito comuns em áreas rurais e urbanas. No ambiente urbano algumas espécies adaptaram-se bem às condições criadas pelo homem, mantendo uma dependência chamada de sinantropia. Algumas espécies são altamente sinantrópicas, isto é, possuem grande adaptação ao ambiente urbanizado, enquanto outras são pouco sinantrópicas, ou seja, não apresentam tolerância ao processo de urbanização. Dentre as altamente sinantrópicas estão a mosca doméstica (Musca domestica), as moscas-dos-filtros (Telmatoscopus albipunctatus, Psychoda alternata, Psychoda cinerea, Psychoda satchelli), as mosquinhas (Drosophila spp.) e as moscas Chrysomya.

MOSCA BERNEIRA


O berne é um parasito de animais domésticos e silvestres e em alguns casos o próprio homem. O berne é uma mosca (Dermatobia hominis) originária dos trópicos úmidos da América Latina. A fêmea oviposita em outras moscas ou mosquitos (insetos vetores) que carregam seus ovos até o hospedeiro, como por exemplo a mosca doméstica que pode carregar mais de 30 ovos aderidos ao seu corpo. O inseto vetor ao pousar em um animal acaba deixando alguns ovos da mosca do berne, cujas larvas ao eclodirem penetram no tecido subcutâneo permanecendo por um período que pode variar conforme a espécie (20 a 120 dias), sendo os bovinos e caninos os hospedeiros preferenciais deste inseto. A infestação dos animais por estes parasitos acarreta a perda de peso, stress, depreciação da pele e, em casos de alta infestação, pode levar a morte do animal.

Deve-se controlar os focos de insetos vetores como a mosca doméstica e mosquitos. Um método de controle muito utilizado no meio rural é a extração manual da larva. Existem produtos veterinários profissionais para aplicação em rebanhos bovinos e outras espécies animais.




PRODUTOS DE USO PROFISSIONAL INDICADO PARA O CONTROLE:


ACTELLIC PROF - SYNGENTA

BERGARD - BEQUISA

CIPERPRAG 250 CE - BEQUISA

CIPERPRAG 40 PM - BEQUISA

CYMPERATOR 25 CE - SYNGENTA

CYPER SERVER 200 CE - SERVER QUÍMICA

CYPEREX 250 CE - ROGAMA

CYPEREX 400 PM - ROGAMA

DDVP 1000 CE - ROGAMA

DELTEK 2,5 ME - ROGAMA

DEMAND 10 CS - SYNGENTA

DEMAND 2,5 CS - SYNGENTA

FORTIS PRO - SYNGENTA

FULMIPRAG 25 CE - BEQUISA

FULMIPRAG 25 SC - BEQUISA

ICON 10 PM - SYNGENTA

ICON 2.5 EW - SYNGENTA

ICON 5 CE - SYNGENTA

K-OTHRINE CE 25 - 1 LITRO - BAYER

K-OTHRINE WG 250 - BAYER

METOPRAG S 2,5 CE - BEQUISA

MOSCAZUM - SERVER QUÍMICA

NOKGARD 25 CE - BEQUISA

OPTIGARD LT - SYNGENTA

PROPOXIL - BEQUISA

SANIGARD 10 CE - BEQUISA

SOLFAC SC 1 LITRO - BAYER

SYNPER PLUS - BEQUISA

TEMPRID SC - BAYER