Destaques

17/10/2018 - Pesquisadores desenvolvem analgésico com substância extraída de aranha

Uma substância extraída da hemolinfa (fluído que tem função semelhante a do sangue dos vertebrados) de um aranha caranguejeira poderá dar origem a um analgésico para tratar dor neuropática (causada por lesões ou doença do sistema nervoso central) e atenuar problemas associadas a ela - depressão, falhas cognitivas ou de memória e atenção, por exemplo.

10/10/2018 - Biólogo brasileiro registra relação rara entre mariposa e ave

Lacrifagia. A palavra é diferente e pode gerar muitas dúvidas, mas parte delas começaram a ser solucionadas pelo biólogo e herpetólogo Leandro Moraes. No ano passado, durante uma expedição noturna em áreas de florestas de várzea, de Manaus a Tefé, o especialista em anfíbios e répteis se deparou com um comportamento curioso: uma mariposa se alimentando das secreções oculares de uma fêmea de solta-asa-do-norte.

03/10/2018 - Mosca-varejeira usa saliva para se refrescar

Pesquisadores constataram que esse comportamento contribui para refrescar a temperatura das moscas-varejeiras. A movimentação da gota de saliva pela mosca em uma sequência de ciclos permite a perda de calor da gota por evaporação da água. A ingestão dessa gota mais fresca resfria a temperatura de partes importantes do corpo do inseto, como os músculos do voo e o cérebro.

26/09/2018 - Como insetos estão espalhando a contaminação por microplásticos

Uma pesquisa da Universidade de Reading, no Reino Unido, revelou que os microplásticos - partículas com menos de 5 milímetros - podem ser carregados das águas poluídas dos rios e lagos por mosquitos, afetando novos ecossistemas e ameaçando aves e outros animais que se alimentam de insetos.

19/09/2018 - A escala das picadas mais dolorosas de insetos

Ser picado por uma abelha ou uma formiga é sempre desagradável, mas a dor pode variar – e muito. O que nem todos sabem é que essas dores também podem ser classificadas numa escala, conhecida como Índice Schmidt de Dores de Picadas, em homenagem ao seu criador, o entomólogo americano Justin Schmidt.

12/09/2018 - Descoberto o maior mosquito do mundo, com 11 centímetros

Um mosquito gigante com 11,15 centímetros de envergadura foi descoberto por entomólogos na província chinesa de Sichuan. O diretor do Museu de Insetos da China Ocidental, Zhao Li, explicou à agência Xinhua que o inseto foi encontrado no verão passado durante uma expedição ao monte Qingcheng, um destino turístico situado na mesma província.

05/09/2018 - Abelhas criam dependência em pesticidas

As abelhas se viciam em alimentos ricos em pesticidas de uma maneira muito parecida com a dependência de nicotina em fumantes, segundo um estudo realizado pelo Imperial College London, no Reino Unido. De acordo com a pesquisa, quanto mais produtos contaminados as abelhas consomem, mais elas querem.

29/08/2018 - Estudo diz que Luz de vaga-lumes tem mais função do que só atrair fêmeas

Uma descoberta recente desvendou outra função para as conhecidas luzes naturais dos vaga-lumes. Além de atrair parceiros sexuais para conseguir o êxito da cópula, perpetuando a espécie, a artimanha serve de proteção contra um de seus temidos predadores: os morcegos insetívoros.

22/08/2018 - Fóssil de besouro de 99 milhões de anos é descoberto em âmbar

Paleontólogos encontraram um besouro bogani de 99 milhões de anos preservado com pólen de uma planta cicadácea dentro de um âmbar. O inseto tinha dois milímetros de comprimento, e foi descoberto em Myanmar, na Ásia. Evidência sugere que o inseto começou o processo de polinização antes do que abelhas e borboletas.

15/08/2018 - Bichos-da-seda tiveram genoma modificado para produzir teias de aranha

Uma nova pesquisa chinesa utilizou com eficácia uma técnica de edição de genes para fazer com que bichos-da-seda produzissem uma teia de aranha fortificada. O estudo incluiu membros da Academia Chinesa de Ciências, da Universidade Fudan, da Universidade de Ciência e Tecnologia Jiangsu, e da Academia Zhejiang de Ciências Agricultoras.

08/08/2018 - 'Aranhas-pirata', invadem teias para devorar seus 'arquitetos'

Fazer uma teia é uma estratégia muito sofisticada. Além de produzir vários tipos de seda e cola, a aranha precisa fazer uma sequência de manobras precisas. Mas por que se incomodar em construir sua própria teia quando você pode simplesmente invadir a de outra e comer o arquiteto?

01/08/2018 - Estresse pode estar causando o colapso de colônias de abelhas

Já se sentiu sobrecarregado, cansado e com a cabeça confusa? Uma pesquisa mostra agora que abelhas sofrem da mesma coisa — e nós entendemos o porquê. Assim como o estresse crônico afeta as habilidades mentais em humanos, um estudo recente sugere que essas atividades estressantes de forrageamento reduzem a habilidade das abelhas de resolver problemas, alterando a conectividade entre neurônios específicos do cérebro.


1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 |   [ próximo ]