Destaques

31/01/2018 - Roupa suja atrai percevejos e pode explicar difusão dos insetos pelo mundo

Os percevejos procuram seu cheiro e se aconchegam às suas roupas usadas quando você não está por perto, revelaram pesquisadores. Isso explica como essas criaturas minúsculas e incapazes de voar conseguiram se propagar de forma meteórica ao redor do mundo --pegando uma carona na nossa roupa suja, segundo um estudo publicado na revista "Scientific Reports".

24/01/2018 - Fósseis mostram que as borboletas são mais antigas do que se pensava

De acordo com pesquisadores, restos microscópicos desses animais estavam escondidos no interior de uma rocha antiga na cidade de Hannover. Tratam-se de escamas do tamanho de um grão de poeira, que cobriam suas asas, disse o professor Bas van de Schootbrugge, da Universidade de Utrecht, na Holanda.

17/01/2018 - 40% das formigas operárias ficam 'de boa' enquanto outras trabalham

Uma pesquisa resolveu um enigma que cientistas tentavam decifrar há anos: algumas formigas operárias, na verdade, não fazem nada enquanto outras trabalham. Isso porque, segundo o que foi notado, 40% delas se "especializam" em serem preguiçosas para agir apenas quando é extremamente necessário.

10/01/2018 - Escorpiões podem adaptar o próprio veneno dependendo da ameaça

Uma nova pesquisa mostra que determinados escorpiões podem mudar o próprio veneno dependendo da tarefa em questão, seja ela o próximo almoço ou se proteger de predadores. É a primeira vez que cientistas documentam a habilidade de um animal ajustar a toxicidade do próprio veneno de acordo com a necessidade.

03/01/2018 - Cientistas alimentam aranhas com grafeno para criar teias 10x mais fortes

Teias de aranha são um dos materiais mais resistentes do mundo, mas um grupo de pesquisadores da Universidade de Trento, na Itália, conseguiu criar um material dez vezes mais forte. Para isso, de acordo com o estudo publicado por eles, eles alimentaram as aranhas com grafeno, um material cheio de propriedades físicas interessantes, o que fez com que elas fizessem teias mais robustas.

02/01/2018 - Pergunte ao Especialista

Consulte as perguntas de nossa seção e envie sua pergunta. Saiba mais clicando aqui.

01/01/2018 - Como contratar uma Empresa Controladora de Pragas?

Quer contratar uma empresa, e precisa de uma orientação ou tem dúvidas quanto aos cuidados que deve tomar? Conheça algumas dicas que asseguram a saúde de sua família e a certeza de ter um bom serviço.

20/12/2017 - Pombas são bem mais inteligentes do que pensávamos

Cérebro de passarinho? As pombas podem ser mais inteligentes do que pensamos: de acordo com um estudo publicado na revista Current Biology, essas aves lidam com noções de tempo e espaço da mesma forma que os humanos e os macacos.

13/12/2017 - Mosca que viveu há mais de 15 milhões de anos é descrita

A mais antiga espécie de mosca conhecida para a superfamília Oestroidea, que congrega cerca de 15 mil espécies viventes – entre as quais a mosca-do-berne (Dermatobia hominis –, acaba de ser descrita em um estudo internacional com participação brasileira. A nova espécie, Mesembrinella caenozoica, foi descoberta a partir de um macho fossilizado de 8,5 milímetros que viveu nas matas da atual República Dominicana entre 20 milhões e 15 milhões de anos atrás, na época do Mioceno.

06/12/2017 - Assim como nós, as abelhas podem ser “destras” ou “canhotas”

Cientistas da Universidade de Queensland, na Austrália, demonstraram que as abelhas podem ter preferência por voar para a esquerda ou para a direita. Além disso, descobriram que as abelhas conseguem distinguir um buraco pequeno de um maior, e escolhem sempre o maior buraco para voar.

29/11/2017 - Cientistas desvendam segredo das cores das borboletas

Somente a natureza pode pintar as belíssimas cores e padrões nas asas de uma borboleta. Mas os cientistas agora dizem ter dominado os primeiros passos do sistema de coloração e esperam daqui a algum tempo controlá-lo, possibilitando a criação dos desenhos de asas de borboletas vivas.

22/11/2017 - Morcegos bebês aprendem linguagem de seus pares

Os morcegos bebês aprendem a linguagem de seus colegas em sua colônia, e adotam o dialeto ou sotaque do grupo, em vez do de sua mãe. A diferença pode ser comparada à que existe entre falar com um sotaque de Londres ou com um sotaque escocês, afirmou o estudo publicado na revista científica PLOS Biology.


1 | 2 | 3 | 4 | 5 |   [ próximo ]